+ Notícias

  • Crédito: FIVB

    Michelle Bartsch-Hackley durante a VNL 2018.

Conheça Michelle Bartsch-Hackley

Norte-americana fala sobre a seleção dos EUA, VNL e Liga Italiana
Por: Redação e assessoria FIVB - 30/01/2019 10:14:15

A vencedora da Liga Americana de Voleibol e da Liga das Nações de Voleibol da FIVB, Michelle Bartsch-Hackley, conversou com o site oficial da FIVB sobre como é jogar pela equipe dos Estados Unidos e sua experiência na Liga das Nações de Voleibol de 2018.

Bartsch-Hackley ajudou os Estados Unidos a vencer a primeira edição da Liga das Nações de Voleibol no ano passado. Atualmente, ela está jogando pelo Volley Novara na Liga Italiana.

Qual é a chave do sucesso da seleção norte-americana?
Os EUA têm sorte de ter muitos bons atletas. Nosso ambiente de treinamento é realmente competitivo e é isso que mantém todos nós querendo ser melhor todos os dias. Todos nós nos esforçamos para sermos as melhores jogadoras que podemos ser.

Que lições você aprendeu com o seu treinador Karch Kiraly?
Karch sempre nos empurra para ser a melhor em todos os momentos. Ele enxerga o jogo extremamente bem e comunica muito bem para nós, para que todas possamos fazer o melhor durante os jogos.

O que você pode dizer sobre seu desempenho na edição do ano passado da Liga das Nações de Voleibol?
A VNL 2018 foi uma das primeiras oportunidades que tive com os EUA para jogar com algumas das melhores e mais experientes jogadoras do mundo. Foi a primeira vez que comecei jogando ao lado da Jordan (Larson) e Foluke (Akinradewo). Significou muito para mim que elas, junto com minhas outras companheiras de equipe, foram muito confiantes e encorajadores durante o torneio.

Como se sente tendo a oportunidade de jogar fora dos Estados Unidos?
Eu amo morar na Europa e competir na Liga Italiana e na Liga dos Campeões. Às vezes é difícil estar longe de casa, mas é uma experiência incrível. Experimentar diferentes culturas e como as outras pessoas vivem e o que elas consideram importante em suas vidas é realmente especial.

Como é jogar com algumas grandes jogadoras no seu clube, o Volley Novara?
Novara tem sido ótima até agora. Muitos de nós estávamos saindo de um verão extremamente longo com nossas seleções e o clube foi muito legal nos dando um tempo para descansar e se recuperar. Foi muito divertido competir contra grandes jogadoras todos os dias na prática e competir juntas em partidas.

Se você fosse criar o seu próprio Dream Team, quem são as seis jogadoras - do passadodo ​​ou do presente - com quem você gostaria de jogar?
O meu Dream Team seria composto da seguinte jogadoras: Kim Hill, Maja Ognjenovic, Lonneke Sloetjes, Stefana Veljkovic, Yuan Xinyue e a líbero Simge Sebnem Akoz

Quais são as suas expectativas para a próxima edição da Liga das Nações de Voleibol?
A maioria das garotas dos EUA está agora em seus respectivos clubes até meados de maio. Nós, provavelmente, iremos direto dos clubes para nossa primeira semana de VNL. Não teremos tempo para treinar juntas antes do torneio, mas estou sempre tentando ser o melhor que posso. Então vamos ter que ver o que a VNL 2019 reservará para todas nós!

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade