+ Notícias

  • Crédito: Getty Images Sport

    A franquia do Dallas Cowboys é o maior prejudicado se a Liga tiver que acontecer sem público.

Sem público NFL teria prejuizo de US$ 5.5 bilhões

Dallas Cowboys seria o principal prejudicado com US$ 621 milhões, mais da metade de sua receita tota
Por: Redação e agências/MKT Esportivo - 22/05/2020 12:23:38
198 visualizações

Segundo a revista Forbes, as equipes da NFL podem perder cerca de US$ 5,5 bilhões em receitas em uma temporada sem torcida. De acordo com a publicação, os estádios vazios resultariam em uma diminuição de 38% da receita combinada das 32 franquias em comparação à temporada de 2018, a última que tem os números disponíveis abertamente.

Apenas o Dallas Cowboys, classificado pela revista como equipe esportiva mais valiosa do mundo nos últimos quatro anos, teria um prejuízo de US$ 621 milhões, mais da metade dos US$ 950 milhões da receita total da equipe.

O New England Patriots, com prejuízo de US$ 315 milhões, e o New York Giants, com prejuízo de US$ 262 milhões, completam o TOP 3 dos mais prejudicados. Entre as 32 franquias, o Tampa Bay Buccaneers aparece na 24ª posição e perderia US$ 119 milhões. No caso do Buccaneers, há uma expectativa muito grande para que a temporada inicie com torcida, já que viu um aumento considerável na procura por ingressos por conta da chegada de Tom Brady, que deixou o New England Patriots após 20 temporadas.

Outros dois times que vivem uma expectativa de melhora nas receitas na próxima temporada seriam o Los Angeles Chargers, que deve passar a mandar jogos no novo SoFi Stadium, perderia US$ 93 milhões, e o Las Vegas Raiders, que mudou de nome e também de cidade e estádio, perderia US$ 77 milhões.

Por último, a Forbes ainda revelou que uma temporada sem torcida impactaria também no bolso dos próprios jogadores. Em março, a liga concordou com um novo acordo de negociação coletiva (CBA) que destinará 47% da renda relacionada ao futebol aos jogadores em 2020 e 48% em 2021.

Importante lembrar que a NFL foi a única das grandes ligas americanas a não sofrer nenhum atraso ou cancelamento dentro de campo, uma vez que a temporada passada (2019/2020) terminou em fevereiro e a próxima (2020/2021) está marcada para começar em setembro.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade